Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




JEduardoMartins.jpg

O pianista brasileiro José Eduardo Martins, o cantor Henrique Janeiro e um ‘quiz’ musical dedicado ao Festival da Eurovisão constituem o cartaz da Noite dos Museus, no Museu Nacional da Música, em Lisboa, no próximo dia 19.

O Museu Nacional da Música, na estação de metropolitano do Alto dos Moinhos, em Lisboa, vai estar de portas abertas no dia 19 partir das 18:00 até depois das 24:00.

Um recital de piano de homenagem a Claude Debussy (1862-1918), por José Eduardo Martins, às 18:00, abre a programação, assinalando o centenário da morte do compositor, antecedido por uma introdução pelo pianista, contextualizando a obra do compositor francês, autor da ópera “Pelléas et Mélisande”.

José Eduardo Martins nasceu em 1938 na cidade de São Paulo, no Brasil, onde estudou com o professor russo José Kliass, tendo seguido para Paris, onde trabalhou com Marguerite Long e Jean Doyen.

O pianista já realizou as integrais de piano de Debussy, Jean-Philippe Rameau, Modest Moussorgsky e Francisco de Lacerda.

José Eduardo Martins é ‘doutor honoris causa’ pela Universidade Constantin Brancusi, da Roménia, e membro honorário da Academia Brasileira de Música. Em 2004 foi condecorado pelo Governo brasileiro com a Ordem do Rio Branco, e em 2011, com a comenda da Ordem da Coroa, pelo Rei dos belgas, Alberto II.

Às 21:30, o Museu da Música recebe Henrique Janeiro, músico escolhido por Salvador Sobral para concorrer este ano ao Festival da Canção, onde apresentou a canção “Sem Título”, que se classificou em 4.º lugar na final.

Henrique Janeiro nasceu há 23 anos em Coimbra e estudou Musicologia na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. O músico gravou com Salvador Sobral o tema “Tereza e Tomás”, que faz parte do alinhamento do EP que Janeiro editou em 2015, e, atualmente, prepara o seu álbum de estreia, que sairá ainda este ano.

A Noite dos Museus termina no Alto dos Moinhos com um “Quiz Musical - Especial Festival Eurovisão”. “No ano em que se realiza pela primeira vez em Portugal o Festival da Eurovisão, o Museu Nacional da Música propõe um convívio de amigos, testando os conhecimentos musicais, sobre o festival que existe desde 1956”, e no qual Portugal participa desde 1964, com apenas quatro ausências, nas edições de 1970, 2000, 2002 e 2013.

 Foto: DR

 

Autoria e outros dados (tags, etc)




Bem-vindo


Parcerias


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Visitas

Flag Counter