Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




28616352_1621949924554849_4112507436548382469_o.jp

 

Nuno da Câmara Pereira atua no dia 20 abril no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, uma nova data para o espetáculo do fadista, que esteve inicialmente previsto ppar dia 19.

O espetáculo de Nuno da Câmara Pereira contará com o seu irmão, Mico da Câmara Pereira, os fadistas Maria João Quadros e Artur Batalha, e com a Orquestra da Escola de Música de Belmonte.

O espetáculo acontece 15 anos depois da última atuação do fadista, em nome próprio, no mesmo palco das Portas de Santo Antão e centra-se no seu mais recente álbum "Belmonte, Em Cantos Mil", dedicado às Descobertas e "achamento do Brasil", comemorando, a par, os 40 anos de carreira do fadista.

Está prevista a atuação dos músicos brasileiros Luiz Caldas, que participou no CD, Saulo Fernandes, autor do tema “Raiz de Todo o Bem”, além dos músicos Custódio Castelo e Fernando Silva, na guitarra portuguesa, Carlos Garcia e Carlos Velez, na viola, Fernando Calado “Nani”, na viola baixo, José Liaça, no piano e teclas, e Tiago Pereira, na percussão.

O fadista tem feito parceria com Custódio Castelo, guitarrista distinguido em 2010 com um Prémio Amália, que musicou as letras "Ao Meu Amigo Sincero" e "Papoilas ao Vento”, de autoria de Nuno da Câmara Pereira, e também o poema "Eu não te amo, quero-te", de Almeida Garrett, que o fadista gravou no álbum “Lusitânia”.

Sobre este álbum, em declarações à agência Lusa, em 2009, o fadista afirmou que visava "mostrar o brio de ser português" e como "a nossa cultura se mistura com outras", sendo também uma homenagem ao poeta e cantor Artur Ribeiro, cita o Notícias ao Minuto.

De Artur Ribeiro, gravou os temas "Fado Rock", com música de António Rebocho, e "Cha, cha, cha p'ra namorar", musicado por João Vasconcelos.

"Fez sempre parte do fado fazer do antigo novo. Não faz sentido progredir no fado sem encontrar novos sons para músicas antigas", argumentou, então, o artista, que já foi deputado à Assembleia da República, no grupo parlamentar do PSD, e presidiu ao PPM.

Sobre o concerto, fonte da produção adiantou à Lusa que “não irão faltar os temas conhecidos de Nuno da Câmara Pereira, assim como os temas do seu último álbum ‘Belmonte Em Cantos Mil’, designadamente ‘Os Argonautas’, ‘Raiz de Todo o Bem’, ‘Saudade da Bahia’, e ‘É Doce Morrer no Mar’”.

Nuno da Câmara Pereira, de 66 anos, gravou o seu primeiro álbum, "Mar português", em 1987. Até hoje editou nove álbuns, tendo-se estreado como autor em 2007, no álbum, "Sonho menino".

Autoria e outros dados (tags, etc)




Bem-vindo


Parcerias


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Visitas

Flag Counter