Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Mariza em digressão europeia

por FMSimoes, em 23.09.18

MarizaCD.png

 

Mariza inicia, na próxima quarta-feira, uma digressão europeia de apresentação do seu mais recente álbum, editado em maio, e que, entre outros temas, inclui “Quem me Dera”, de autoria de Matias Damásio.

O álbum homónimo, que inclui temas do repertório fadista como “Trigueirinha” (António Vilar da Costa/Jorge Fernando) e “É mentira” (Jorge Rosa/João Fragoso Vasconcelos), está nomeado este ano para os Prémios Grammy Latinos, na categoria de “Best Portuguese Language Roots Album”.

Nesta digressão, a criadora de “Ó Gente da Minha Terra” (Amália Rodrigues/Tiago Machado) é acompanhado pelos músicos José Manuel Neto, na guitarra portuguesa, Pedro Jóia, na guitarra acústica, Fernando Araújo, na viola baixo, Vicky Marques, na bateria e percussão, e João Frade, no acordeão.

Na próxima quarta-feira, Mariza sobe ao palco do auditório da Orquestra Sinfónica da Rádio Nacional Polaca, em Katowice, 320 quilómetros a sul de Varsóvia, e, no dia seguinte, atua na sala da Filarmonia de Szczecin, na cidade de Szczecin, na costa norte polaca, a cerca de 600 quilómetros de Varsóvia.

A digressão europeia, que contabiliza 14 palcos, inclui alguns onde Mariza já atuou como o da Filarmónica de Colónia, na Alemanha, ao qual sobe no dia 03 de novembro, e no dia seguinte canta na Konzerthaus de Dortmund e, continuando na Alemanha, atua no dia 06 de novembro na cidade de Lörrach, no Burghof.

No dia 10 de novembro, a criadora de “Por tanto te amar” (Carolina Deslandes/Diogo Clemente) sobe ao palco do Palácio da Ópera, na Corunha, no noroeste de Espanha, onde já atuou, e conta ainda uma outra data em Espanha, o dia 25 de novembro, com um espetáculo no Auditório Nacional, em Madrid.

No dia 17 de novembro, Mariza e os músicos sobem ao palco do Southbank Centre, em Londres, cidade onde atua regularmente, seguindo para França, onde se apresenta em cinco salas: Galaxie, em Amanéville, no dia 30 de novembro, Erasme, em Estrasburgo, no dia 01 de dezembro, Teatro Fémina, em Bordéus, no dia seguinte, na sala Zenith D´Auvergne, em Clermont Ferrand, no dia 07 de dezembro, e, no dia seguinte, na Pleyel, em Paris, onde encerra a digressão gaulesa.

A digressão além-fronteiras termina no dia 13 de dezembro, no KKL Luzern, em Lucerna, na Suíça, e, no dia 15, já em território nacional, sobe ao palco do Multiusos de Guimarães.

Mariza foi distinguida, em novembro passado, como Mestre da Música Mediterrânica, pela Universidade de Berklee, em Boston, nos Estados Unidos.

Referindo-se ao álbum, em declarações à Lusa, em junho, Mariza afirmou: “Isto é o que sinto vontade de fazer neste momento, e só consigo funcionar assim”.

O novo álbum, que chegou a estar previsto intitular-se “Fado Bailado”, sucede ao CD “Mundo”, editado em outubro de 2015, e que marcou o regresso de Mariza a estúdio, cinco anos depois de “Fado Tradicional” (2010).

Mariza estreou-se discograficamente em 2001, com o álbum "Fado em Mim", no qual gravou temas de Tiago Machado e Jorge Fernando, e resgatou do repertório fadista "Loucura", "Maria Lisboa" e "Há Festa na Mouraria", entre outros.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Bem-vindo


Parcerias


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Visitas

Flag Counter