Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

capa mais lombada.jpg

 

O guitarrista Reinaldo Varella, que foi professor de guitarra portuguesa do Rei D. Carlos, é uma das vozes que se faz ouvir no CD/Livro “O Fado Por Máquinas Falantes”, numa edição do Museu do Fado.

O livro/CD, com textos do investigador Pedro Félix, da Universidade Nova de Lisboa, e do colecionador e investigador de instrumentos de música mecânica Luís Cangueiro, e foi editado no âmbito da exposição “O Maravilhoso Mundo da Música Mecânica” que esteve patente naquele museu em Alfama.

O repertório do CD, num total de 25 temas, entre instrumentais e cantados, “é composto por fados existentes, em diferentes suportes, de caixas de música a disco de goma-laca, todos do período da viragem do século XIX para o século XX”, esclarece Pedro Félix no livro.

O investigador refere que o repertório escolhido para ser reproduzido nas ‘caixas de música’ “teve de ser adaptado às características mecânicas e de funcionamento das máquinas produtoras de som”, supondo-se que esse repertório tenha sido “retirado de partituras em cancioneiros ou noutras transcrições musicais pelo fabricante do suporte”.

“O trabalho de adaptação teve em conta as características organológicas e possibilidades interpretativas de cada máquina, pois melodia, harmonia e ritmo são executados pelo mesmo dispositivo”, afirma Pedro Félix.

Segundo o investigador, a maioria destes fados “viriam a ficar conhecidos como sendo ‘tradicionais’, com exceção do repertório em rolos para autopiano, na sua maioria canções celebrizadas nos palcos do teatro musicado, que mais tarde viria a ser designado por ‘fado-canção’”, como por exemplo o “Fado dos Passarinhos”, incluído no alinhamento do CD.

“Nestas máquinas produtoras de som, a adaptação dos repertórios aos instrumentos é obrigatória e notória nos acompanhamentos (rítmico e harmónico) da melodia. O ‘arranjo’ tende a construir uma interpretação expressiva do material musical”.

O CD abre com o “Fado Fedrónicos” e, entre outros, inclui dois temas com o mesmo título “Fado Corrido”, e ainda, nos instrumentais, “Fado Corrido e Solar dos Barrigas”, “Fado do Ciúme” e “Fado das Salas”.

O alinhamento do CD tem registados diferentes suportes, desde programas em cilindros com puas, como o “Fado Cascais”, entre outros, até programas em discos de metal, por exemplo o “Fado Visão Noturna”, ou cilindros de cera reproduzido por fonógrafo, casos do “Fado Marinheiro”.

O tema interpretado por Maria Victória, “Fado Maria Victória nº. 1”, foi registado em disco de goma-laca, tal como o “Fado do candeeiro”, pelo fadista e guitarrista Reinaldo Varella (1867-1940), músico que ensinou o rei D. Carlos a tocar guitarra portuguesa, e que em 1900 já contava com oito fados gravados para a The Gramophone Company, e ainda o “Fado do Destino”, pela atriz Isabel Costa.

O livro inclui ainda um texto detalhado sobre as “As Máquinas”, e 14 fotografias dos diferentes instrumentos de música mecânica, desde a Caixa de Música, de fabrico suíço, datada de 1900 ao Organette Ariston Vertical, alemão, do mesmo ano, ou autopiano Spencer, também alemão, do início do século XX.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Bem-vindo


Parcerias


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Visitas

Flag Counter