Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




14079880_157121781392538_874338611100426369_n.png

 

O terceiro volume da coleção "Poetas do Fado", dedicado a Manuel Andrade (1944-1966), autor de poemas como “Roseira Brava”, é apresentado no dia 15, em Lisboa, anunciou a Academia da Guitarra Portuguesa e do Fado (AGPF).

O poeta, autor de “Minhas Mãos, Mãos de Dar” e "Fado do Cartaz", morreu antes de completar 22 anos, mas “não obstante o seu tão precoce falecimento, deixou uma vasta obra poética, em grande parte cantável em fado”, realçou à agência Lusa o guitarrista e poeta Nuno Siqueira, presidente da AGPF, noticiou o DN.

Depois da sua morte, a sua mãe, recorrendo aos poemas que datilografara em vida do filho, e a originais que mãos amigas lhe entregaram, editou um pequeno livro intitulado ‘Mãos Abertas’, o qual é raríssimo de encontrar, pois os seus exemplares destinaram-se apenas a ofertas a familiares e amigos, contudo, ele circula abundantemente no meio fadista, em fotocópias, e em fotocópias de fotocópias, sinal inequívoco da sua excecional qualidade”, declarou Nuno Siqueira.

O fadista João Braga, a celebrar 50 anos de carreira, disse à Lusa que foi dos primeiros a cantar poemas de Manuel Andrade, com os quais se identificava e porque muitos partiam de episódios que conhecia. No seu primeiro disco, um EP, João Braga gravou "Tive um Barco", tendo posteriormente gravado "Ausência" e "Sete Esperanças, Sete Dias".

De seu nome completo Manuel Lima Monteiro Andrade, Nuno Siqueira afirmou que os seus versos “foram cantados por numerosos fadistas de renome, tais como João Ferreira-Rosa, João Braga, Teresa Tarouca, António Mello Corrêa, Francisco Stoffel, Carlos Zel e muitos outros”.

A sua obra poética alia uma aparente simplicidade dos versos a uma inexcedível beleza estética, tornando-a particularmente adequada para ser cantada em fado”, argumentou Nuno Siqueira, rematando que Manuel Andrade “foi um dos mais brilhantes poetas de fado do século XX”.

A coleção “Poetas de Fado” iniciou-se em novembro do ano passado, com uma antologia de Isidoro Maria d'Oliveira (1934-2013), e, em abril último, foi publicado um título referente a João Fezas Vital (1947-1994).

A apresentação do livro de poemas de Manuel Andrade é no dia 15, às 18:30, na Livraria Ferin, em Lisboa.

Segundo Nuno Siqueira, no decurso da apresentação do livro, “haverá, como habitualmente, um apontamento fadista, em que serão cantadas letras do grande poeta de Fado que foi Manuel Andrade”.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)




Bem-vindo


Parcerias


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Visitas

Flag Counter