Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

 

A Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) anunciou, em comunicado, ter chegado a acordo com o Youtube, sobre direitos gerados nesta rede social, depois de “um longo e difícil processo negocial”.
O acordo entra em vigor no próximo dia 01 de junho, disse fonte da SPA à Lusa, noticiou o Público.
As negociações permitiram “aumentar em 120% o valor mínimo garantido por ano” de pagamento por direitos de autor à SPA. Entre as duas partes ficou acordado “aumentar em 6,3% a percentagem a cobrar sobre todos os direitos gerados, no território nacional, no Youtube”, e “alargar a cobrança dos direitos também aos [vídeos] não musicais, assegurando que estes obtêm a mesma percentagem de cobrança que os musicais”, divulgou a SPA.
A este propósito, a SPA salienta, no documento, ter conseguido “uma percentagem de cobrança para os direitos não musicais superior em 7% à praticada em Espanha”.
Fonte da SPA disse à Lusa que “esta foi uma batalha da cooperativa para assegurar estes direitos em valor idênticos aos musicais, o que nem sequer estava inicialmente previsto”.
No comunicado, a SPA salienta “a eficácia da equipa negocial que conduziu este processo”, referindo que se orgulha dos resultados alcançados que a “prestigiam”, enquanto cooperativa de autores.

Foto: ComputerWorld/FMS

Autoria e outros dados (tags, etc)




Bem-vindo


Parcerias


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Visitas

Flag Counter