Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

 

0CMaraquinhas.jpg

 

Alfredo Marceneiro 

Amália Rodrigues, Alfredo Marceneiro e Fernando Maurício são alguns dos artistas que integram a série discográfica “Estrelas da música portuguesa”, da Ovação, que recupera para o digital alguns êxitos do repertório de nomes como os de Fernanda Maria, Maria da Fé, Ada de Castro, Beatriz da Conceição, Rodrigo, Tristão da Silva e Tony de Matos, num total de dez CD.
Em média, cada CD conta dez temas do artista e um texto sobre a sua carreira, bem como a reprodução de documentos da época, nomeadamente, fotografias de promoção, capas de álbuns, partituras ou recortes da imprensa.
O CD de Amália Rodrigues (1920-1999) inclui, entre outros temas, “Ai, Mouraria”, “Foi Deus”, “Há festa na Mouraria” e “Casa portuguesa”. No texto assinalam-se as principais etapas da carreira daquela que “foi a grande ‘embaixadora’ de Portugal no mundo”, afirma a discográfica, que frisa que “o seu canto e o seu fado ficarão para sempre”.

amalia_1.jpg

 


O único texto assinado, por Vítor Duarte Marceneiro, é respeitante a Tony de Matos (1924-1989). O CD inclui, entre outros, os êxitos do artista “Cartas de amor”, “Vendaval”, “O destino marca a hora” e “A tal”, mas também temas menos conhecidos na sua voz, como “Vou dar de beber à dor” e “Rosinha dos limões”.
Vítor Duarte Marceneiro marca presença noutro CD, ao lado do seu avô, Alfredo Marceneiro (1888-1982), com quem interpreta “Lucinda camareira”. Este CD inclui outros fados de Alfredo Marceneiro, que o neto aponta como o “patriarca do fado”, nomeadamente, “Sonho dourado”, "Rainha santa”, “Moinho desmantelado” e “O pagem”, na sua maioria melodias de autoria de Alfredo Marceneiro.
O CD de Tristão da Silva (1927-1978), conhecido no início da carreira como “o miúdo do Alto Pina”, apresenta “grandes temas que são relíquias sonoras e que espelham bem o perfil deste famoso cantor”, afirma a discográfica. “Velha Lisboa”, “Povo cativo”, “Menino, menino” e “Aquela janela virada pró mar”. Este é o CD que inclui o maior número de temas, quinze.
O CD Fernando Maurício (1933-2003) inclui, entre outros, “O fado é condão”, “Quando em sinto só”, “Bairro eterno" e “Loucura”. O estudioso de fado Luís de Castro considerou à Lusa que “não foi ainda dado o lugar de grande relevo na História do Fado que Maurício merece e não lhe foram reconhecidas as excelentes qualidades fadistas”, apesar de em vida ter sido apontado como “o rei do fado”.
Outro dos CD que integram esta série, com o menor número de temas – oito –, é o de Beatriz da Conceição, de 75 anos, distinguida em 2008 com o Prémio Amália Carreira. Do CD constam “Dei-te um nome em minha cama”, “Balada das mãos ausentes” e “Eu nasci amanhã”.
Outras distinguidas com o Prémio Amália Carreira, são Fernanda Maria e Ada de Castro, ambas com 78 anos; sobre a primeira afirma a Ovação ser o “símbolo do fado castiço”, quanto à segunda, considera que tudo o que canta soa a fado.
De Fernanda Maria, o respetivo CD inclui “As pedras da minha rua”, “Ele zangou-se comigo” e “Candeia”, entre outros, e do de Ada consta “Minha senhora Lisboa", “A Rosa de Alfama” e “Voz do povo”.
O CD de Maria da Fé, fadista que este ano, com Rodrigo, encerrou o Festival "Aqui mora o fado", em Lisboa, inclui êxitos como “Valeu a pena”, uma criação de Carlos Ramos, “Fado errado”, “Até que a voz me doa” e “Meu Portugal, meu amor”. O CD de Rodrigo inclui “Cais do Sodré” e “Ardinita”.

Fotos D.R./FMS

Autoria e outros dados (tags, etc)




Bem-vindo


Parcerias


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Visitas

Flag Counter