Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Raul Malaquias Marques. 

 

O escritor Raul Malaquias Marques, com a peça “Ao vivo e em direto”, venceu o Grande Prémio de Teatro Sociedade Portuguesa de Autores/Teatro Aberto, noticiou a RTP.

O Dia do Autor foi celebrado no dia 22 de maio pela Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) com uma cerimónia de entrega de vários galardões, entre os quais, o Prémio de Consagração de Carreira à poetisa e jornalista Maria Teresa Horta.

Raul Malaquias Marques, de 66 anos, natural de Vieira de Leiria, foi jornalista em vários meios de comunicação social em Moçambique e em Portugal, nomeadamente na agência Lusa. Malaquias Marques tem publicado vários livros de ficção infanto-juvenil, poesia, contos e peças de teatro, designadamente “O Ensaio do Fim”, para quatro personagens.

A peça “Ao vivo e em direto” será publicada e levada à cena, na temporada de 2014/15 pelo Teatro Aberto, em Lisboa.

 

 

Na cerimónia, realizada na galeria-sala Carlos Paredes num edifício da SPA, em Lisboa, assinalando a comemoração dos 40 anos do 25 de Abril, foram entregues duas placas comemorativas, à Associação 25 de Abril, representada pelo seu presidente, o coronel Vasco Lourenço, e ao poeta Manuel Alegre, de 77 anos, autor de um significativo conjunto de poemas que anunciaram, com anos de antecedência, o derrube da ditadura, segundo comunicado da SPA.

Em abril passado, o poeta publicou a antologia "País de Abril", que reúne 29 poemas seus, alguns escritos antes da Revolução de 1974, que já falavam de Abril e de cravos vermelhos.

Um dos poemas incluído na antologia intitula-se "País de Abril" e foi publicado, pela primeira vez, em 1964, no livro "Praça da Canção". Em "Poemarma", também de 1964, Manuel Alegre escreveu: "Que o poema seja microfone e fale/ uma noite destas de repente às três e tal/ para que a lua estoire e o sono estale/ e a gente acorde finalmente em Portugal".

Hoje foram também entregues os Prémios Pró-Autor a sete personalidades que se evidenciaram na defesa dos autores e das suas obras, explicou a SPA.

Os sete distinguidos foram o Museu de Serralves, no Porto, a Sociedade Nacional de Belas Artes, o Festival de Teatro de Almada, a Associação José Afonso, o jornalista Nicolau Santos, o musicólogo e programador cultural Ruben de Carvalho e o catedrático de Direito Marcelo Rebelo de SousaO ano passado foi distinguido com esta medalha o jornalista Nuno Lopes, membro do conselho de administração da FMS.

A cooperativa de autores distinguiu ainda sete associados seus com Medalhas de Honra, designadamente a escritora, atriz e ex-apresentadora televisiva Ana Zanatti, o jornalista e escritor Artur Portela, o historiador e romancista António Borges Coelho, o historiador e ex-líder e fundador do antigo Movimento Democrático Português, José Tengarrinha, o diretor da Confederação Internacional das Sociedades de Autores e Compositores (CISAC) David Uwemedino, o escritor marroquino Yves Nilly e o músico José da Ponte.

A cerimónia encerrou com a atuação de Carlos Alberto Moniz que, em abril passado, publicou o CD/Livro "Resistir de Novo", para "ajudar a despertar consciências", como então declarou à Lusa.

O álbum, editado pela Ovação, nos 40 anos do 25 de Abril, é constituído por 14 temas, que têm "um caráter interventivo, mesmo sabendo que 'a cantiga não é uma arma'", e embora "o 25 de Abril" não tenha sido "feito para isto", como disse o músico, referindo-se à atualidade.

A SPA remonta a 1925, quando um grupo de autores, empresários e compositores constituíram em Lisboa a Sociedade de Escritores e Compositores Teatrais Portugueses, como cooperativa, que, em 1970, alterou a denominação para Sociedade Portuguesa de Autores.

Fotos: SPA/FMS

Autoria e outros dados (tags, etc)




Bem-vindo


Parcerias


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Visitas

Flag Counter