Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




maxresdefault (1).jpg

 

Pedro Moutinho inicia na terça-feira, dia 10 de outubro, uma digressão por quatro palcos russos, durante a qual apresenta o seu mais recente álbum, “Fado em Nós”, editado em fevereiro do ano passado, anunciou a sua promotora. 

Pedro Moutinho, acompanhado pelos músicos André Dias, na guitarra portuguesa, Tiago Silva, na viola, e Daniel Pinto, na viola baixo, atua na terça-feira no Olympia Palace, em São Petersburgo, e no dia seguinte no Red Club, em Moscovo.
Da capital russa o criador de “Se eu te pudesse dizer” (Fernando Pessoa/Fado da Adiça, de Armando Freire) segue para Novgorod, a 155 quilómetros a sudeste de São Perterburgo, onde canta, na próxima quinta-feira, no Premio Center, e encerra a digressão no Teatro Phillarmonia, em Petropavlovsk-Kamchatsky, no extremo leste da Rússia.
Esta é a terceira digressão de Pedro Moutinho, distinguido em 2008 com um Prémio Amália pelo álbum “Encontro”. No ano passado o fadista realizou três concertos em São Petersburgo e em Moscovo.
O CD “Fado em Nós”, produzido por Carlos Manuel Proença, foi editado em fevereiro do ano passado e “reflete uma tradição, mas com palavras e músicas de hoje”, disse o fadista em declarações à agência Lusa.
O fadista escolheu os diferentes temas “a pensar no fado que há em todos, tanto nos que cantam, como nas pessoas que o escutam”.

PedroMoutCD.png

Neste álbum Pedro Moutinho estreou-se a interpretar letras de Manuela de Freitas, de quem canta “Apenas uma história”, que gravou no Fado Sevilha, de Jaime Santos, “Sem querer”, gravado no Fado Macau, também de Jaime Santos, e “Só um beijo”, que interpreta no Fado Amora, de Joaquim Campos.

Entre outros, Pedro Moutinho gravou ainda “Mas Falta Escrever na Lua” (Júlio de Sousa/Álvaro Martins), do repertório de Tony de Matos, e “Fado da Contradição” (Lourenço Rodrigues/João Nobre), de Hermínia Silva.
Este é o quinto disco de Pedro Moutinho, de 40 anos, que afiançou já ter encontrado o seu caminho.
“Acima de tudo faço aquilo que gosto, sem me preocupar com os resultados, o mais importante é cantar aquilo que gosto e crescer como homem e fadista, de forma natural, e que isso se reflita no meu trabalho”, rematou.
O guitarrista Luís Petrolino, as fadistas Amália Rodrigues, Mísia e Mariza, e a cantora Dulce Pontes, são alguns dos artistas portugueses que já atuaram na Rússia.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Bem-vindo


Parcerias


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Visitas

Flag Counter