Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




EL012 foto Márcia Lessa (1).jpg

 

O novo de livro de Eduardo Lourenço, "Da Pintura", é apresentado pela investigadora Barbara Aniello, responsável pela transcrição, organização e prefácio, no sábado, na sede da Ordem dos Médicos, em Lisboa.
"Da Pintura" completa com a obra "Tempo da Música. Música do Tempo", publicada em fevereiro de 2012, "um ideal" autorretrato de Eduardo Lourenço, de 94 anos, segundo Barbara Aniello.
Este título faz parte da coleção "Obras Completas de Eduardo Lourenço", que a Gradiva tem vindo a editar, com o apoio da Fundação Gulbenkian.
"Depois do volume sobre a música, já publicado, este sobre pintura surge a ocupar o outro plano, espetacular e simétrico de um ideal duplo autorretrato que Eduardo Lourenço deixa distraidamente. Como uma impressão digital acidental e, ao mesmo tempo, única e inconfundível", afirma Barbara Aniello no prefácio.
No texto intitulado "Eduardo Lourenço, um olhar sem fim", a organizadora da obra escreve que esta reúne "meditações heterogéneas que, não pretendendo alcançar a sistematicidade que condiz com as teorias programáticas, fixam as ideias-pilares imprescindíveis para alguém que, como o leitor esclarecido destes excertos, queira ingressar no castelo, ou, melhor, no labirinto de mil corredores que é a mente de Eduardo Lourenço".
Aniello realça que esta obra "não é apenas a crónica diarística, de pinceladas traçadas na mais silenciosa intimidade", mas antes reflexões "repletas de sabedoria e de experiência", considerações, "que nascem de uma abordagem à arte filtrada pela cultura do pensador que, ao contrário do espelho da música, mergulha aqui num mundo ‘outro' com todas as ferramentas da sua erudição, de pinceladas traçadas na mais silenciosa intimidade".
Fazendo ainda o paralelo com "Tempo da Música. Música do Tempo", Barbara Aniello afirma que enquanto nesta obra se estava “perante um ‘eu' entregue ao objeto estético, nestas páginas de ‘Da Pintura' [assiste-se] à mesma aproximação, mas com todo o equipamento do cerimonial silogístico do intelecto".
"Da Pintura", obra que é apresentada no sábado às 17:00, divide-se em três partes: "Estética", "Exposições" e "Pintores", e ainda dois anexos, um com uma entrevista a Eduardo Lourenço conduzida por Valdemar Cruz, e outro intitulado "Iglesia de S. Tomé" (em Toledo), que inclui o ‘fac simile’ de páginas escritas e desenhadas pelo ensaísta, quando efetuou uma visita à casa do pintor El Greco (1541-1614), em Toledo, no centro de Espanha.

DA PINTURA.jpg

Nos textos em "Da Pintura", "o olhar de Eduardo Lourenço oferece uma multiplicidade de pontos de vista e abordagens", em que o leitor se depara com "fios entrelaçados de todos os ‘eus'" de Lourenço: "pensantes, viajantes, contemplativos, cujos vultos se refletem na estrutura do livro".

"Quer pense sobre imagem, quer a ‘observe' centuplicar-se sem fim ao longo duma galeria, quer ‘considere' o percurso criativo do artista que a concebeu, o olhar do autor entra sempre - e nós com ele - no duplo plano da obra de arte", assinala Barbara Aniello.
Considerado um dos maiores pensadores portugueses, Eduardo Lourenço nasceu em 1923, em São Pedro de Rio Seco, no distrito da Guarda, e embora resida em França desde os anos 1960, manteve sempre uma grande ligação a Portugal, refletindo sobre a sociedade portuguesa.
Em 2011, com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian a Gradiva iniciou a publicação da sua Obra Completa, que conta, entre outros títulos, com "Heterodoxia I e II", "Tempo e Poesia - À Volta da Literatura", "O Fascismo Nunca Existiu", "Fernando, Rei da Nossa Baviera", sobre o universo de Fernando Pessoa, e "O Labirinto da Saudade", que toma por subtítulo "Psicanálise Mítica do Destino Português".

Foto: Márcia Lessa/FMS

Autoria e outros dados (tags, etc)




Bem-vindo


Parcerias


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Visitas

Flag Counter