Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




TELMO PIRES- SER FADO- capa.jpg

O novo álbum do fadista Telmo Pires, “Ser fado”, produzido pelo músico Davide Zacarria, é editado este mês. O ‘single’ de apresentação é “Fado fantasma”, um poema de Nuno Miguel Guedes interpretado na melodia do fado Triplicado, de José Marques, é constituído por 12 temas, quatro deles assinados por Telmo Pires, alguns inéditos, um tema de António Variações, “Ao passar por Braga abaixo”, e recriações do repertório de Amália Rodrigues, como “As mãos que trago”, de Cecília Meirelles, com música de Alain Oulman.

“Um álbum com o qual desejo apresentar-me e dar-me a conhecer de forma mais alargada em Portugal”, disse o fadista à imprensa.
Neste seu segundo álbum gravado em Portugal, Telmo Pires é acompanhado pelos músicos Fernando Silva e Sandro Costa, na guitarra portuguesa, Cajé Garcia, na viola, Frederico Gato, na viola baixo, Jorge Carreiro, no contrabaixo, e Davide Zaccaria em percussão, viola e violoncelo.
Amadeu Magalhães participa no tema de António Variações, com concertina e bombo, e Paolo Massamatici, em oboé, em “Desfeito”, de Telmo Pires e David Zacaria.
O CD é editado em Portugal, no dia 19 de fevereiro, o mesmo dia em que é a+presentado às 21:00 no Museu do Fado, e, internacionalmente, em março.

TELMO PIRES  2016.jpg

Telmo Pires realçou o trabalho da “ótima equipa” que voltou a juntar.

Três dos temas assinados por Telmo Pires são interpretados nas melodias tradicionais do Fado Vianinha, de Francisco Viana, “Pode ser”, do Fado Versículo, de Alfredo Marceneiro, “No meu olhar”, e no Fado Bailado, também de Marceneiro, “Silêncio no meu coração”.
Davide Zacaria musicou “Desfeito”, também assinado por Telmo Pires, e ainda “Amanhã no mar”, de Tiago Espírito Santo.
A dupla Jorge Fernando e Custódio Castelo assina “Ausente”, e o outro poema inédito, “Amor escondido”, de Daniel Costa-Lourenço, é interpretado no Fado Alfacinha, de Jaime Santos.
“Ser fado” sucede a “Fado promessa”, de 2013, e é o quarto álbum da carreira do fadista, que começou a interessar-se pelo fado através dos discos de Amália Rodrigues e de Carlos do Carmo, que os pais possuíam. Referindo-se à opção pelo fado, Telmo Pires afirmou que “era um sonho que acalentava há muito”.

Fotos: RossioMusic/FMS

Autoria e outros dados (tags, etc)




Bem-vindo


Parcerias


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Visitas

Flag Counter