Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Kung Hei Fat Choy.jpg

 

Museu do Oriente, em Lisboa, tem previsto um conjunto de atividades subordinadas ao Ano do Macaco, dedicadas à cultura e às tradições chinesas, que decorrerá de 07 a 21 de fevereiro.
O Ano Novo Chinês inicia-se a 08 de fevereiro, sob o signo do Macaco, que sucede ao ano da Cabra, que pontificou durante a maior parte de 2015.
No dia 07 de fevereiro, a entrada no Museu, situado em Alcântara-Mar, é gratuita, “num convite à celebração da mais importante festividade do calendário lunar”, afirma a instituição em comunicado.
Neste dia, a visita orientada intitula-se “Saudando o Ano Novo Lunar”, tem início às 15:00, e irá percorrer as coleções do Museu para referenciar as tradições chinesas de Ano Novo.
A partir do dia 01 de fevereiro, o Museu do Oriente exibe “uma decoração especial”, composta por peças da coleção Kwok-On, o traje de ópera de Sun Wukong (o Rei Macaco, figura do folclore popular reverenciada na China), lanternas antigas, papagaios, representando animais auspiciosos, e imagens dos “deuses das portas”, divindades que protegem o lar afastando o azar e os maus espíritos, segundo a crença chinesa, esclarece o Museu.
Até 21 de fevereiro, os visitantes “são convidados a participar no mural do Ano do Macaco, como forma de atrair a boa sorte para o ano que começa e ainda assistir a espetáculos, exposições, visitas orientadas e oficinas dedicadas ao novo ano chinês”.
“A China em palco” é o primeiro espetáculo, no dia 01 de fevereiro, pela Companhia de Música e Dança da Província de Shanxi, “um dos berços da cultura popular chinesa com uma ilustre tradição nas artes performativas”, segundo a mesma fonte.
“Em palco, temas musicais e danças do folclore de diferentes regiões, incluindo a Mongólia e o Tibete, apresentam um mosaico da diversidade cultural da China”, lê-se no mesmo documento.
No dia 04, é inaugurada a exposição de fotografia “Portugal visto pelos chineses”, com as 25 obras vencedoras do concurso organizado pelo Museu do Oriente e a Associação de Empresários Chineses em Portugal, em parceria com o jornal Puhuabao.
O concurso, que decorreu de 01 de outubro a 30 de novembro do ano passado, visou premiar “os melhores trabalhos artísticos em fotografia, realizados por membros da comunidade chinesa a residir em Portugal”, e contou com cerca de 300 candidaturas.

Foto: Museu do Oriente/FMS

Autoria e outros dados (tags, etc)




Bem-vindo


Parcerias


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Visitas

Flag Counter