Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

 

O Museu da Música vai instalar-se no Palácio de Mafra e os carrilhões do respetivo convento vão ser restaurados, garantiu no parlamento o secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier, divulgou a imprensa.

O Museu da Música encontra-se instalado num espaço provisório desde 1994, na estação de Metropolitano do Alto dos Moinhos, num prazo que está a terminar.

Aos deputados, o secretário de Estado confirmou uma hipótese anunciada em dezembro de 2013, da transferência do Museu da Música de Lisboa para Mafra.

A passagem do acervo para Mafra - cuja data exata o governante não avançou - significará um regresso ao local que o acolheu, nas décadas de 1980-90, antes da exposição ao público, na estação do Metro de Lisboa.

O núcleo museológico esteve já instalado na Biblioteca Nacional, no Conservatório Nacional e no anterior executivo foi anunciada a sua transferência para o Convento de S. Bento de Cástris, em Évora.

O Museu - http://www.museudamusica.pt/ - salvaguarda cerca de 1000 instrumentos musicais dos séculos XVI a XX, nomeadamente das coleções de Michel’Angelo Lambertini, Alfredo Keil, Carvalho Monteiro e dos antigos palácios reais.

Referindo-se aos os carrilhões, Jorge Barreto Xavier afirmou que "estão num estado de degradação elevado" e que existiu há algum tempo uma "sinalização" do estado deste património.

"Os fundos necessários para a salvaguarda dos carrilhões atingem largos milhões de euros. Vamos usar dois milhões do Fundo de Salvaguarda do Património, mas é preciso mais", disse, sublinhando que este restauro "é uma das prioridades" do Governo por se tratar do "maior conjunto do mundo" de carrilhões.

 

 

Os Carrilhões do Palácio-Convento de Mafra e o Paço de Vilar de Perdizes figuram entre os onze monumentos e sítios pré-selecionados para o programa “Os 7 Sítios mais Ameaçados” de 2014, da Europa Nostra.

Os carrilhões de Mafra constituem um conjunto único no mundo de 120 sinos em bronze, sendo o maior do século XVIII que chegou aos dias de hoje, realçou a Europa Nostra no documento divulgado.

O Centro Nacional de Cultura (CNC) - http://www.cnc.pt/ -, que representa em Portugal a Europa Nostra, organização não-governamental europeia de salvaguarda do património, divulgou a lista dos onze monumentos pré-selecionados pela Europa Nostra para o programa “Os 7 Sítios mais Ameaçados”.

O Paço de Vilar de Perdizes, no concelho de Montalegre, originalmente do século XVI, foi ampliado e remodelado nos séculos XVII, nomeadamente a capela com azulejos, e no século XVIII. A Europa Nostra destaca em particular os traços da arquitetura barroca e maneirista do paço, e os tetos em madeira, considerados únicos em Portugal.

 

Fotos: Museu da Música/FMS

Autoria e outros dados (tags, etc)




Bem-vindo


Parcerias


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Visitas

Flag Counter