Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




562500_10150880348213624_1704088153_n-e14074562145

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, preside à cerimónia de entrega de prémios e encerramento do ano académico da Academia Portuguesa da História (APH), no dia 07 de dezembro.

A APH divulgou o calendário das últimas atividades deste ano, que inclui uma receção ao académico honorário Eduardo Morais de Castro.
A sessão de encerramento do ano académico inclui a entrega dos diferentes prémios a obras na área da História, designadamente os Prémios Fundação Calouste Gulbenkian em História Moderna e Contemporânea de Portugal, o de História da Presença de Portugal no Mundo, e o de História da Europa, cada um com o valor pecuniário de 2.000 euros.
Outros galardões a serem entregues são os prémios Joaquim Veríssimo Serrão e o Professor Doutor Pedro da Cunha e Serra, e ainda os prémios Possidónio Mateus Laranjo Coelho, 3.º Marquês de San Payo e o Lusitania.
A APH, fundada em 1720 por D. João V e restaurada em 1936, anunciou também o programa de sessões, sempre às 15:00, e que se inicia no dia 12 de outubro com uma palestra de Carlos Margaça que falará sobre “Santa Teresa de Jesus e Portugal”.
Ainda em outubro estão previstas conferências, no dia 19 por Pedro Marçal Vaz Pereira, “A monarquia do norte – a guerra civil entre monárquicos e republicanos, onde dois governos governaram Portugal”, e no dia 26, é a cerimónia de receção ao académico honorário, Eduardo Morais de Castro, presidente do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia, no Brasil.
Em novembro, no dia 02, Marion Redan Gadow apresenta a comunicação “De Málaga a Elvas: la participación malagueña en la guerra de restauración portuguesa”, no dia 09, Lourenço Correia de Matos fala sobre “A crónica social nos últimos reinados da monarquia, através do jornal lisboeta Diário Ilustrado”, e no dia 23 Sebastião Tavares Pinho a fala sobre “D. Jerónimo Osório: humanista e polígrafo europeu, por ocasião do 5.º centenário do seu nascimento”.
As conferências encerram no dia 23 com Marco Daniel Duarte que apresentará uma comunicação intitulada “Lúcia de Jesus (1907-2005), figura histórica do catolicismo contemporâneo”.
Segundo o sítio da APH na Internet, esta é uma "instituição científica de utilidade pública, reunindo especialistas que se dedicam à reconstituição documental e crítica do passado, materializada na organização de eventos e publicações, nomeadamente de fontes e obras que, com o necessário rigor científico, facilitem a todos os portugueses o conhecimento da sua História".
A APH "desenvolve a sua atividade visando a permanente valorização e conhecimento do passado histórico português, com critério de isenção, mas sempre cultivando a importância da identificação de um povo com a gesta dos seus antepassados", e é um órgão consultivo do Governo em matérias da sua competência.

Fotp:A.P.H./FMS

Autoria e outros dados (tags, etc)




Bem-vindo


Parcerias


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Visitas

Flag Counter