Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




LRocha.jpg

Luísa Rocha, que este ano editará o seu segundo álbum, “Fado Veneno”, inicia na segunda-feira uma digressão por 12 palcos austríacos, atuando, entre outras cidades, em Viena, Salzburgo e Innsbruck..

Esta é a primeira vez que a fadista atua na Áustria, tendo afirmado à Lusa, que está “curiosa com a reação do público austríaco ao fado, dada a forte tradição musical deste país”.

“Nesta digressão irei apresentar, essencialmente, o meu álbum de estreia, ‘Uma noite de amor’, mas também alguns temas do novo CD, como ‘Fado veneno’ e ‘Quando chegar a hora’”, afirmou Luísa Rocha, citada pela RTP.

O novo álbum deverá ser editado este ano, mas um dos temas, “Quando chegar a hora”, de António Rocha, na melodia tradicional do fado Alexandrino, de Joaquim de Campos, foi já antecipado pela BBC Radio3, no programa “Late Junction”, de Michael Rossi, que considera que a fadista tem “uma voz que, ouvindo-a, faz-nos parar imediatamente o que estamos a fazer, para a escutar”.

A digressão abre na segunda-feira na capital da região da Baixa Áustria, em Sankt Polten, onde a criadora de “Por uma noite de amor” irá atuar no Cinema Paradiso, seguindo para Innsbruck, capital do Tirol, onde vai cantar, na terça-feira, no Treibhaus.

Na quarta-feira, a intérprete de “Toada do desengano” sobe ao palco do Spielboden, em Dornbirn, na região de Voralberg, no extremo oeste da Áustria e, no dia seguinte, atua na Forsterschule, em Bruck an der Mur, na região da Estíria, seguindo-se dois espetáculos, no Kik, em Ried, na sexta-feira, e no Juster, em Gutenbrunn, no sábado.

Nesta digressão, a fadista é acompanhada pelos músicos Henrique Leitão, na guitarra portuguesa, Carlos Leitão, na viola, e Carlos Menezes, na viola baixo.

No dia 26, Luísa Rocha sobe ao palco do Metropol, em Viena, no dia seguinte atua no Cinema Paradiso, em Baden, a 26 quilómetros a sul da capital austríaca, na Baixa Áustria, e no dia 28, canta no Orpheum, em Graz, capital da Estíria.

Os três últimos espetáculos em solo austríaco são em Salzburgo, Stainach e em Freistadt, atuando respetivamente, no Oval, no dia 29, no CCW, no dia 30, e no Salzhof, no dia 31.

A fadista Luísa Rocha começou a cantar, no Museu do Fado, em 2002, ensaiando com o fadista António Rocha. Nesse mesmo ano fez parte do elenco de uma casa de fados de Lisboa, Marquês da Sé, e, em 2005, participou no álbum “Fadário”, um projeto do musicólogo António Manuel Moraes.

Em 2008, fez parte do elenco de “Amália, o filme”, de Carlos Coelho da Silva, em que interpretou a personagem da fadista Ercília Costa.

O seu primeiro álbum, “Uma noite de amor”, foi editado em 2011, conta com 12 temas, entre inéditos e recriações de fados dos repertórios de Carlos do Carmo, Maria José da Guia, Mariza e Vasco Rafael.

Entre os inéditos, há poemas de Mário Raínho, António Laranjeira, Paulo de Carvalho e músicas de Carlos Manuel Proença, que a acompanha à viola e produziu o álbum.

Foto:RTP/FMS

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)




Bem-vindo


Parcerias


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Visitas

Flag Counter