Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Lenita Gentil e Natalino de Jesus apresentam no dia 12 no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, o espetáculo “Fado para Dois”, no âmbito do ciclo "Há Fado no Cais".
O projeto “Fado para dois” concretizou-se já em dois CD e em vários “espetáculos em várias partes do país e no estrangeiro, sendo esta uma possibilidade de o apresentar em Lisboa”, disse à Lusa Natalino de Jesus.
O fadista explicou que, “na realidade, são três espetáculos num, na medida em que cada um interpreta fados do seu repertório a solo e, depois, a dois recuperam-se temas da memória fadista, e que fizeram os alinhamentos dos álbuns”.
Lenita Gentil, por seu turno, salientou “a importância da memória, sem a qual o fado, como qualquer género musical não tem uma definição e perde o contexto”.
“Por outro lado, é importante que se perceba que, para tudo o que hoje acontece em torno do fado, e ainda bem, só é possível pelos que vieram atrás”, disse Lenita Gentil.
Os dois fadistas, que serão acompanhados por Fernando Silva, na guitarra portuguesa, Carlos Macieira, na viola, e Paulo Ramos, na viola baixo, vão também homenagear o músico e compositor Martinho d'Assunção, nascido há cem anos.
O violista Martinho d'Assunção, falecido em março de 1992, começou a destacar-se em 1927, como noticia o jornal Guitarra de Portugal, que, após um concerto no Teatro Politeama, em Lisboa, sublinhou o virtuosismo de “tão pequenito tocador de viola”.
Natalino de Jesus irá interpretar o último tema que Martinho d’Assunção compôs, “Quando em Lisboa”, com poema de Rui Manuel, que gravou em disco, e Lenita Gentil irá interpretar, do mesmo compositor, “Gota Abandonada”, um poema de Maria de Lourdes de Carvalho, que foi também uma criação sua.
A intérprete gravou para a discográfica Alphabeta um LP inteiramente composto por Martinho d’Assunção, com letras de Maria de Lourdes de Carvalho.
A fadista congratulou-se pelo facto de “o fado não ser já o parente pobre da música portuguesa” e observou que, “atualmente, não há ninguém quem não cante fado”.
“Toda a gente canta, é espantoso!”, rematou.
Do seu repertório Lenita Gentil afirmou que “é incontornável” a interpretação de “Preciso de espaço”, de Vasco de Lima Couto e Verónica, um tema que, afirmou, se lhe “colou à pele”, e irá cantar temas do novo CD.
Natalino de Jesus irá interpretar, entre outros, "Eu canto este meu fado, este meu povo", de José Luís Gordo e Arménio Melo, e “Loucuras não”, de António Rocha e Fernando J. Silva.
Em dueto, entre outros temas, Natalino de Jesus e Lenita Gentil vão interpretar “Lisboa ao entardecer” (Jan Tisky/Rogério Oliveira), "Vielas de Alfama" (Max/Artur Ribeiro) e "Lado a lado" (Jerónimo Bragança/Nóbrega e Sousa).
Os fadistas preparam um terceiro álbum em conjunto e, à Lusa, Natalino de Jesus referiu que este é “um projeto muito bem aceite, dada a sua dinâmica, e o facto de revisitar a memória fadista, e muitas pessoas conhecerem os temas e surpreenderem-se com uma interpretação a dois”
Lenita Gentil estreou-se com 16 anos, aos microfones dos Emissores do Norte Reunidos, por intermédio do maestro Resende Dias, e conta com mais de 80 discos gravados. Em 1964, apresentou-se pela primeira vez na televisão e, entre outros prémios, ganhou o Festival da Canção da Figueira da Foz (1967), o Óscar da Imprensa (1968), o Festival Hispano-Português do Douro (1966, 1968, 1969 e 1970) e o Prémio da Crítica nas Olimpíadas da Canção, em Atenas (1973).
Natalino de Jesus profissionalizou-se como fadista aos 15 anos, após ter vencido a Grande Noite do Fado de Lisboa, em 1985, tendo desde então gravado mais de 200 temas em vários discos.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Bem-vindo


Parcerias


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Visitas

Flag Counter