Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




04_Foto Joao Vaz (SV 2013) _BR.jpg

O organista João Vaz, com o Media Vox Ensemble, encerra, no dia 13 de dezembri, o Ciclo de Concertos de Órgão da Igreja de S. Vicente de Fora, em Lisboa, iniciado em setembro, com um programa exclusivamente constituído por composições dedicadas à Virgem Maria.

O concerto intitula-se “Ave Mater – Música mariana desde a Idade Média”, celebra o 20.º aniversário do mais recente restauro do órgão de S. Vicente de Fora, apontado pela organização como “um dos principais da Península Ibérica”.

O programa do concerto de sábado, às 17:00, é constituído por “Quatro Piezas de Clarines”, de um autor anónimo espanhol do século XVII, “Aria II”, de Giuseppe Antonio Paganelli (1710-1783) e “Fantasia em Ré”, de António Carreira (1530-1594).
João Vaz é organista titular do órgão de S. Vicente de Fora, que foi construído em 1765 por João Fontanes e, segundo o organista, “tem a vantagem de se encontrar em estado quase original, tendo sofrido uma intervenção de restauro de pouca monta em finais do século, e novamente no século seguinte, em 1956/57 e em 1977”.
Ainda no século XX, explicou o músico, em 1994, por ocasião da Capital Europeia da Cultura, foi feito o restauro completo do órgão, altura em que foi desmontado e reposto com materiais originais.
O músico editou recentemente um CD gravado neste órgão, constituído por peças de compositores portugueses do século XVI ao XVIII, entre os quais António Carreira.
João Vaz estudou em Lisboa, com Antoine Sibertin-Blanc, e em Saragoça, com José Luis González Uriol, e frequentou cursos orientados por Édouard Souberbielle e Joaquim Simões da Hora. Licenciado em arquitetura, é doutorado em Música e Musicologia, com uma tese sobre música portuguesa para órgão do final do século XVIII, pela Universidade de Évora.
Vaz é professor na Escola Superior de Música de Lisboa e dirige o Festival de Órgão da Madeira, assim como as séries de concertos em Mafra e no órgão histórico da Igreja de São Vicente de Fora, recentemente, realizou recitais em Itália, Áustria, Espanha e Alemanha.

04_Foto Mediae Vox Ensemble.jpg

O Mediae Vox Ensemble foi formado em junho de 2004 e tem como objetivo o estudo e a interpretação da música sacra medieval e, segundo a organização, “as suas interpretações têm exclusivamente por base e suporte os manuscritos e as notações originais”. 

O grupo é constituído pelas cantoras e instrumentistas Carolina Figueiredo, Manon Marques, Mariana Moldão e Filipa Taipina, e utiliza réplicas de instrumentos da Idade Média construídas por Giordano Ceccotti, Mario Buonoconto e Stefan Keppler.
O IV Ciclo de Concertos de Órgão iniciou-se no passado dia 13 de setembro com Martina Kürschner, tendo assistido aos três concertos já realizados 4.000 pessoas, disse à Lusa fonte da organização, citada pela RTP, que adiantou “estarem já confirmadas 600 reservas para o próximo sábado”, prevendo-se a colocação de cadeiras suplementares.

Fotos: Althum/FMS

Autoria e outros dados (tags, etc)




Bem-vindo


Parcerias


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Visitas

Flag Counter