Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




image_content_1041008_20171009110141.jpg

Carla Pires inicia no final de outubro uma digressão por 12 palcos japoneses em que apresenta o seu mais recente álbum, “Aqui”, e em que irá recriar alguns momentos de fado tradicional, anunciou a sua editora, segundo o DN.

Nesta digressão, que começa no dia 28 no Kasaoka Civic Hall, na cidade de Kasaoka, Carla Pires é acompanhada pelos músicos Bruno Mira (guitarra portuguesa), André Santos (guitarra clássica), Paulo Neves (contrabaixo), Nuno Tavares (piano) e Raquel Merrelho (violoncelo).

Cristiano de Sousa, fadista residente da casa de fados Café Luso, em Lisboa, e vencedor da Grande Noite do Fado, em 2007, é o músico convidado, “para durante o espetáculo serem recriados alguns momentos de fado tradicional”, segundo a mesma fonte.
Nesta digressão, além das canções de “Aqui”, Carla Pires irá interpretar temas dos anteriores discos, havendo “a probabilidade de se aproveitarem as gravações dos concertos para editar um disco ao vivo no Japão”.
A fadista “irá também interpretar um tema em japonês dedicado à mãe do compositor Daisaku Ikeda”. Este tema é um pedido da Fundação Min-on, instituída por Ikeda, e que convidou a fadista para esta digressão.
Da cidade de Kasaoka, a criadora de "Rota das Paixões" segue para a vizinha Okayama, onde canta no dia 30, no Symphony Hall, e no dia seguinte em Nagásaqui, no Arkas Sasebo. Nos dias 02 e 03 de novembro, Carla Pires canta em Hiroxima, onde atua, respetivamente, no Bunka Gakuen Hall e no Higashi Kurara Hall.
No dia 05, Carla Pires e os seus acompanhantes sobem ao palco do Shimin Kaikan, na cidade de Izumo, a 155 quilómetros a norte de Hiroxima.
No dia 07, a criadora de “Voar Alto” atua em Kobe, na Kobe International House, e nos dias 08 e 09 em Osaka, no Symphony Hall, encerrando a digressão em Nara, no Ken Bunka Kaikan.
O álbum “Aqui”, de Carla Pires, editado em abril do ano passado, foi um dos recomendados pelo júri da edição deste ano do Prémio José Afonso. Segundo a Ocarina, discográfica da fadista, o CD tem como "mote principal Lisboa, embora não se deixe fechar nas fronteiras geográficas da cidade, que é um enorme cais de partida e de chegada de fados e de outras músicas”.
Carla Pires canta há cerca de 25 anos. Entre 1994 e 1995, gravou diversas bandas sonoras para telenovelas portuguesas, nomeadamente "Roseira Brava", "Primeiro Amor" e "Ana e os Sete".
Em setembro de 1996 venceu um concurso organizado pela Sociedade Portuguesa de Autores, tendo representado Portugal no Festival de Salónica, na Grécia, que também venceu com o tema "Canção do Vento e da Terra".
Entre julho de 2000 e março de 2002, fez parte do elenco do musical "Amália", de Filipe La Féria, no Teatro Politeama, em Lisboa. Em 2002, gravou, com o Quinteto Amália, o CD "O Fado em Concerto", regressando em setembro de 2003 ao musical "Amália", onde permaneceu até julho de 2005.
Em 2008, retomou a carreira de cantora, atuando com assiduidade no estrangeiro e em Lisboa, no Clube do Fado, em Alfama. O CD de estreia a solo, "Ilha do Meu Fado", saiu em 2005.

Foto: Ocarina/FMS

Autoria e outros dados (tags, etc)




Bem-vindo


Parcerias


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Visitas

Flag Counter