Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




MNAA.jpg

 

O Museu Nacional de Arte Antiga anunciou a contribuição de 20 mil euros da ANA Aeroportos de Portugal para a campanha de aquisição da obra “A Adoração dos Magos”, de Domingos Sequeira, e a Fundação EDP, por seu turno, anunciou que vai contribuir com 15 mil euros.

De acordo com o sítio na internet da campanha de angariação de fundos, patrocinar.publico.pt, o montante recolhido soma 183 mil euros - um total que diz respeito apenas a valores liquidados até hoje -, vindos sobretudo, até agora, de doações particulares, muitas delas anónimas ou feitas por transferência bancária.
No "site" são também identificadas contribuições de outras instituições, como a Fundação Carmona e Costa e a Fundação Luso-Americana, o Automóvel Clube de Portugal e algumas autarquias, como o Município de Cantanhede, pioneiro na subscrição, antecipando o apelo à participação da Associação Nacional dos Municípios Portugueses (ANMP) e da Associação Nacional de Freguesias (Anafre), em dezembro.
Em janeiro, o agrupamento de Escolas Domingos Sequeira, em Leiria, convidou os seus 2.800 alunos a ajudarem o MNAA a adquirir este quadro do seu patrono.
A Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) doou dez mil euros à campanha de angariação de fundos para a compra desta tela, colocada à venda por 600 mil euros, por privados.
A campanha de angariação de fundos para comprar a tela "A Adoração dos Magos", lançada no ano passado, “Vamos pôr o Sequeira no lugar certo”, tem como objetivo ajudar o museu a adquirir a obra que Domingos Sequeira pintou em 1828, e da qual o MNAA possui o desenho final e vários preparatórios.
A tela de Domingos Sequeira - considerada "insubstituível" pelo museu - faz parte da série “Palmela”, com quatro pinturas religiosas, e o MNAA possui, na sua coleção, os desenhos preparatórios de estudo de todas elas, mas não os respetivos óleos.
O MNAA tem no seu acervo cerca de 30 obras em pintura e desenho de Domingos Sequeira (1768-1837), cujo trabalho realizado nas primeiras décadas do século XIX se encontrava no “umbral da modernidade”, entre o Classicismo e o Romantismo, de um modo similar a Francisco de Goya, seu contemporâneo na cultura espanhola, atesta o MNAA.
Devido ao seu talento, Domingos Sequeira conseguiu proteção aristocrática e uma bolsa para se aperfeiçoar em Roma, onde privou com vários mestres e conquistou prémios académicos.
A campanha decorrer até abril, e o museu reuniu informação em sequeira.publico.pt.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Bem-vindo


Parcerias


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Visitas

Flag Counter