Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

 

camane1.jpg

Camané, por três vezes distinguido com o Prémio Amália, com seis espetáculos, até meados de agosto, incluindo um com a Orquestra Clássica do Sul, no Algarve.

Sábado passado o criador de “Se ao menos houvesse um dia” sobiu ao palco instalado no largo de S. Gonçalo, em Amarante, no âmbito do ciclo “Noites de Fado”. O fadista foi acompanhado à guitarra portuguesa por André Dias, à viola por Carlos Manuel Proença e no contrabaixo por Paulo Paz.
No próximo dia 22, Camané encerra o Festival Montepio Fado Cascais, atuando no Parque Parque Palmela. O fadista será acompanhado pelos músicos José Manuel Neto, na guitarra portuguesa, Carlos Manuel Proença e Paulo Paz.
A primeira parte do concerto é assegurada por Fábia Rebordão, que vai apresentar o seu mais recente álbum, “Eu”, que, em declarações à agência Lusa, afirmou ser o seu bilhete de identidade, resultando das suas influências musicais e de uma “redescoberta” de si própria.
A cantora é acompanhada pelos músicos Bruno Chaveiro, na guitarra portuguesa, João Domingos, na viola, José Ganchinho, na viola baixo, e Ivo Martins, na percussão.
No dia a seguir a Cascais, o criador de “Sei de um rio”, sobe ao palco da Feira do Chocalho em Alcáçovas, no concelho de Viana do Alentejo, acompanhado pelos músicos Paulo Parreira, na guitarra portuguesa, Carlos Manuel Proença e Paulo Paz.
O fadista abre o mês de agosto em Vouzela, a 30 quilómetros de Viseu, onde atua no dia 04, acompanhado pelos músicos José Manuel Neto, Carlos Manuel Proença e Paulo Paz, os mesmos que o acompanharão no dia 06, em Vila Praia de Âncora, no Alto Minho.
No dia 12, Camané atua em Quarteira, no Algarve, acompanhado pelo seu trio de músicos habitual - José Manuel Neto, Carlos Manuel Proença e Paulo Paz – e pela Orquestra Clássica do Sul (OCS), sob a direção do seu maestro titular, Rui Pinheiro.
O fadista estará, a partir das 22:00, no palco instalado no Calçadão Nascente de Quarteira, nos arredores de Loulé, para interpretar, entre outros, os fados “Complicadíssima Teia”, “A Cantar”, “Lume”, “Ela Tinha Uma Amiga”, “Guerra Das Rosas”, “Súplica” e “Dança de Volta”, entre outros do seu repertório, e incluirá “Abandono/Fado Peniche”, uma criação de Amália Rodrigues.
Camané venceu por duas vezes a Grande Noite do Fado de Lisboa, em juniores e seniores e, ao longo do seu percurso, passou por várias casas de fado, nomeadamente, o restaurante Senhor Vinho, da fadista Maria da Fé e do poeta José Luís Gordo.
No teatro fez parte dos elencos de "Grande Noite", "Maldita Cocaína" e "Cabaret", sempre dirigido por Filipe la Féria.
Em 2002, participou num espetáculo com Manuela de Freitas, em torno da obra do poeta Fernando Pessoa, que foi apresentado no Palais des Beauxs Arts, em Bruxelas.
A partir de 1995, quando editou o CD “Uma noite de fados”, os álbuns do fadista foram sempre produzidos pelo músico José Mário Branco. Desde então, conta já seis álbuns de estúdio, além dos registos ao vivo, como “Camané ao vivo no Coliseu” (2009), e das compilações como “The art of Camané – The prince of fado” (2004). O primeiro DVD do fadista, “Ao vivo no S. Luiz”, surgiu em 2006.

Foto: Cindy Brian

Autoria e outros dados (tags, etc)




Bem-vindo


Parcerias


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Visitas

Flag Counter