Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




MFCapaMariomette.jpg

O duo Marionette, formado pelos músicos Takashi Yuasa, na guitarra portuguesa, e Goshi Yoshida, no mandolim, celebra o 20.º aniversário com a edição de um novo álbum, “20”, constituído 15 temas, entre os quais “Obrigado, a minha guitarra!”.

O duo, que já atuou em Portugal, a convite da Associação Portuguesa dos Amigos do Fado (APAF), foi distinguido, em setembro do ano passado, pelo embaixador de Portugal em Tóquio, Francisco Xavier Esteves, com o Prémio Jacinta Abranches Pinto, informou o Notícias ao Minuto.
“Hino à luz e à sombra” abre o álbum, que inclui, entre outras, as composições “Sacay”, “Estreito de Gibraltar” e “Au revoir, mon chaton”, “Namban corridor” e “Cry for the red flower”, peças maioritariamente de autoria dos músicos, mas também temas como “Volare”, de Domenico Modugno, com transcrição para guitarra portuguesa de Yuasa.
“Este CD revela o trabalho amadurecido destes excelentes músicos, nomeadamente em torno da sonoridade da guitarra portuguesa que ganha outra respiração, adaptando-se às escalas orientais”, disse à Lusa Luís de Castro, da APAF.
Refletindo o trabalho do duo, “este CD demonstra como a guitarra portuguesa não está exclusivamente confinada às melodias fadistas, ou de raiz essencialmente portuguesa, e adapta-se a outras tradições musicais, neste caso as japonesas, que são milenares e até ocidentais, oiça-se ‘Volare’, composição italiana que concorreu ao festival da Eurovisão em 1958”, acrescentou.
Os dois músicos acompanham, regularmente, a japonesa Chiharu Kanuka, que canta fado desde 2003, e que já se apresentou no Festival de Música de Macau, entre outros palcos.
Takasi Yuasa aprendeu a tocar guitarra portuguesa com o mestre António Chaínho, em Lisboa, na década de 1980, é considerado atualmente "o melhor guitarrista do Japão". Para o guitarrista nipónico é "difícil" transmitir em palavras o sentimento que sai da guitarra portuguesa.
"É difícil explicar o que sinto quando toco. Apenas posso dizer que fiquei marcado pelo som e por isso decidi aprender", acrescenta o único músico de guitarra portuguesa entre o grupo de mandolinistas.
Ao admitir que a combinação do instrumento nacional com o mandolim possa ser "estranha" aos puristas do fado, Takasi Yuasa afirma-se contente por "ajudar a divulgar" a guitarra e tradição portuguesas.
Entre outros álbuns, publicaram “Ilusão a Portugal”, que apresentaram na celebração, pela APAF, dos 200 anos do primeiro método para aprendizagem da guitarra portuguesa, de autoria do mestre de capela António da Silva Leite, do Porto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O tema "Ninharia”, do mais recente álbum de Ana Moura, faz parte da lista das cem canções favoritas deste ano da NPR, a rádio pública dos Estados Unidos, que emite para a totalidade do território norte-americano, divulgou o Notícias ao Minuto.

"Ninharia" é uma letra de Maria do Rosário Pedreira, que Ana Moura gravou na melodia do Fado Carlos da Maia de Sextilhas, e faz parte do alinhamento do álbum “Moura”, editado em dezembro de 2015.
Na ocasião, em declarações à Lusa, Ana Moura afirmou que o CD “é aberto ao mundo, fazendo pontes entre diferentes tradições musicais, não esquecendo a matriz fadista”, de onde a artista partiu, cita o Notícias ao Minuto.
O fado cantado por Ana Moura faz parte de uma lista que inclui, entre outras, canções e gravações de peças de compositores clássicos por artistas como Beyoncé, Anohni, Aurora, David Bowie, Chance the Rapper, Esperanza Spalding, Gregory Porter, Caleb Caudle, Fuego, Boris Giltberg, James Blake, Leyla McCalla e Kanye West.
“Moura”, que dá título ao CD, é um tema que a poetisa Manuela de Freitas ofereceu à fadista, que o canta na melodia tradicional do Fado Cravo, de Alfredo Marceneiro.
Neste CD, pela primeira vez, a fadista canta autores como Samuel Úria, Jorge Cruz, Edu Mundo, Carlos Tê, Kalaf, numa composição de Sara Tavares, e José Eduardo Agualusa, numa música do angolano Toty Sa’Med.
O produtor de “Moura” é Larry Klein, que também produziu o álbum anterior, “Desfado”. Todavia, a intérprete de “Os búzios” afirmou à Lusa que “não queria um ‘Desfado dois’, que foi tão ‘fora da caixa’, queria voltar a fazer uma coisa diferente”.
“Este CD, o ‘Moura’, é mais atento aos pormenores”, rematou.

 Vídeo: youtube.com/FMS

Autoria e outros dados (tags, etc)


Pág. 1/11



Bem-vindo


Parcerias


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Visitas

Flag Counter