Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Alma de Coimbra apresenta novo CD

por FMSimoes, em 18.12.13

 

 

O coro e grupo de guitarras Alma de Coimbra, constituído por antigos universitários, apresenta no dia 18 às 21:30, no Museu Nacional Machado de Castro, em Coimbra, o novo álbum, “Alma 2”.

O álbum “Alma 2” inclui arranjos originais de temas da lusofonia, como “Iliza gomará saia”. Do alinhamento do CD constam também arranjos de canções de Amália Rodrigues e José Afonso.

Os Alma de Coimbra têm como núcleo central um coro masculino e as suas apresentações incluem, habitualmente, acompanhamento à guitarra.

No CD, além do coro, dirigido pelo maestro Augusto Mesquita, autor de todos os arranjos musicais, participam os músicos Inês Mesquita (piano), Luísa Mesquita (contrabaixo e guitarra), Daniel Tapadinhas (gaita-de-foles, percussões e trompete), Avelino Correia (violino), Ricardo Dias e António José Moreira (guitarra portuguesa), Durval Moreirinhas (distinguido com um Prémio Amália Rodrigues) e Pedro Lopes (viola).

Neste projeto discográfico, o grupo contou com a colaboração, como convidados especiais, do Cantemus - Coro Juvenil de Cantanhede, e dos músicos Rui Lúcio (percussões), Diana Guardado (flauta transversal) e Luís Arede (piano).

O álbum, que inclui dois temas instrumentais – “Variações em lá menor” e “Valsa para um tempo que passou” –, foi gravado julho passado no Palácio de S. Marcos, em Coimbra, e concluído em estúdio.

Os Alma de Coimbra são “assumidamente, um projeto ao serviço da cultura portuguesa, no quadro dos valores essenciais da lusofonia”, lê-se no seu sítio na Internet –www.almadecoimbra.com -.

O CD inclui temas portugueses como “Lenda de D. Sebastião”, do extinto Quarteto 1111 em que pontificavam José Cid e Tozé Brito, de Cabo Verde, Angola, Moçambique e Brasil.

De José Afonso interpretam, entre outras, “Menino do bairro negro”, de Amália Rodrigues, “Fado de cada um” e “Gaivota”, de José Luís Tinoco, “No teu poema”, e do Duo Ouro Negro, além de “Iliza gomará saia”, o CD regista “Amanhã”.

“Canção açoreana”, “Bia d’Lulucha”, “Canção perdida”, “Lá longe”, “Carinhoso” e “Menina dos olhos tristes”, esta última gravada por Adriano Correia de Oliveira e José Afonso, são outras canções registadas neste CD.

 

 

O maestro Augusto Mesquita, que dirige o coro, é um dos fundadores do grupo, iniciou a sua formação musical com o compositor Manuel Faria, em Braga, e, posteriormente, em paralelo aos estudos na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, aprofundou os ensinamentos musicais no Conservatório Regional desta cidade, onde foi aluno de Mário de Sousa Santos e de Gilberta Paiva, sendo diplomado em Piano e Composição pelo Conservatório de Música de Lisboa.

De 1994 a 1999, Augusto Mesquita dirigiu o Conservatório de Música de Coimbra, o Coro dos Antigos Orfeonistas da Universidade de Coimbra, de 1992 a 2003, e os Corais do Orfeão de Leiria, de 2004 a 2008.

Atualmente, além dos Alma de Coimbra, é maestro do coro Advocal, desde a sua fundação, em finais de 2002. Desde 2003 é diretor artístico da da Orquestra dos Antigos Tunos da Universidade de Coimbra e, a partir de 2008, da Orquestra de Tangos de Coimbra. Dirige também o Cantemuse é diretor artístico do Festival de Música de Coimbra desde 2005.

Foto: Alma de Coimbra

Autoria e outros dados (tags, etc)




Bem-vindo


Parcerias


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Visitas

Flag Counter